Visitante número

segunda-feira, 21 de julho de 2008

LIBERDADE




Ser livre: somos livres? Liberdade: estado de estar livre.

A liberdade é tudo na vida de um ser humano. Sem a liberdade não podemos ser ou ter “alguma coisa”.

Vivemos os dias monotonamente: robôs humanóides, fantoches, marionetes humanas, cair na rotina. Tudo reprimido no inconsciente: uma eterna batalha: Id, ego e Super Ego.

Mudar? Mas mudar o quê? Ou melhor: mudar para quê?

Eternos humanos que existem ou vivem nas graças do mundo moderno. Morremos e apodrecemos: e o “Príncipe” perpetua sua existência. Podemos fazer isso e aquilo, mas não desejos primitivos. Temos desejos puros?

Desobedecer: a grande virtude do homem, a original, segundo Oscar Wilde. Obedecer por quê? Desobedecer para quê?

A liberdade é uma busca humana que talvez nunca seja alcançada...É o alimento do sonho humano!

3 comentários:

Osvaldo Jr disse...

Rodrigo,
Há tempos venho me indagando a respeito dessa questão, portanto gostaria de aproveitar a oportunidade para tentar desenvolver, mesmo que de forma simplista, uma leitura histórica da “liberdade” no Brasil. Em minha opinião vivemos em nosso país períodos de escravidão (entendida como falta de liberdade de forma ampla, e não somente como sistema econômico) absoluta. Como exemplos, podemos citar o período escravista e os períodos ditatoriais (getulista e militar). Porém hoje, vivemos uma escravidão sobre a demagogia democrática, ou seja, cremos na liberdade como uma abstração criada sobre a velha máxima do direito de ir e vir e da justiça social. O que todos nós omitimos é que vivemos a ditadura do poder econômico de consumir, tanto bens culturais como materiais. Parabéns pelo belíssimo texto. Encerro com uma citação que diz: “liberdade de consumo, essa é a verdadeira funcionalidade da democracia” (Retirada do filme “Quanto vale, ou é por quilo?” * Indicado para que pensemos sobre o tema).
Um abraço, Osvaldo Rodrigues Júnior.

Rodrigo Barbosa Urbanski - O Grito disse...

Obrigado pelo comentário Osvaldo.

Infelizmente nossa liberdade esta nitidamente a democracia. A grande ilusão que os meios de comunicação e principalmente políticos passam para a população: um sistema perfeito garantidor de muitos direitos.Mas o consumismo é nossa liberdade.

Abraço, Rodrigo

Murilo disse...

Eu tenho liberdade!

sim!

quando tenho à minha frente uma folha em branco e um lápis.

o resto que se foda...