Visitante número

sábado, 1 de dezembro de 2007

FILOSOFANDO...




Nascemos, vivemos, gozamos tudo que está a nosso alcance. Discutimos, brigamos, xingamos, nos stressamos; falamos sobre "coisas", pessoas, teorias, homens, mulheres, crianças, produtos; consumimos, desperdiçamos, jogamos oportunidades no ralo; magoamos pessoas queridas, pessoas distantes; perdemos e ganhamos. Alguns querem mudar o mundo: acabar com a fome, diminuir as desigualdades sociais, o preconceito, lutar pelos direitos das minorias, dos povos excluídos e explorados, se doar para uma causa. Outros desejam realizar sonhos particulares: viver para o amor de sua vida, casar, ter filhos, ganhar dinheiro e aproveitar a vida, montar seu próprio negócio, comprar um super carro, ou ainda, escrever livros, ser reconhecido mundialmente, viver da escrita, viajar pelo mundo, trabalhar, sonhar e sonhar.

Não estamos distantes destas idéias. O ser humano busca a felicidade da maneira que achar correto, na sua mente. Muitos não se importam com a ética, os valores construídos, a tradição, no próximo: meu desejo é uma ordem! E pronto: o individual se sobrepõe no coletivo. Até que ponto certas atitudes estão corretas?

O mistério da vida nos ronda. Uns crêem em deus, outros simplesmente ignoram sua 'presença'. Acredito que muitos são curiosos sobre este mistério, outros não. Ora,que diferença isso faz?

Qual o rumo da humanidade? O que as pessoas fazem agora? O que pensam? Qual suas idéias sobre a vida, o mundo, o universo? Ocorrerá mudanças brevemente? Quais os próximos pensadores? Novas teorias sociais, econômicas, políticas? Ou tudo continuará com está?



Sócrates disse que: "só sei que nada sei". Um verdadeiro saber. Mas em contrapartida, e sob ângulo oposto, digo: só sei que deve haver mudanças. Um novo pensar; novas teorias, novas mentes pensantes, novos humanos disposto a lutar por seus ideais. Nada de idéias guardadas dentro das gavetas. Ação, determinação, ativismo, luta, sangue, suor.

Qual caminho seguir: a luta pelo coletivo ou individual? Eis uma questão aos homens modernos refletirem. Uma revolução a caminho...



"Prefiro morrer em pé a viver ajoelhado" Ernesto 'Che' Chevara de la Serna

2 comentários:

Tulipa disse...

Gostei do blog. Cada um faz as suas escolhas e não é fácil arcar com as consequências, mas a vida é isso mesmo, desde que nos levantamos...passamos o dia a escolher coisas! Li em algum lugar que podemos escolher mudar o mundo, mas temos primeiro que traçar o nosso caminho e mudarmos nós próprios. Mas, no final, bem lá no fundo, procuramos todos as mesma coisa....
...só que de forma diferente, e ainda bem...

Inês Marinho/Procuro leitores disse...

As pessoas em geral, estão tão preocupadas com seu mundinho, que sequer enxergam o acontece ao seu redor. Belíssimo texto, profundo, reflexivo e provocador!